Entenda o que é o Zika Vírus

Entenda o que é o zika vírus

Nos últimos meses muito tem se falado sobre o zika vírus, uma doença que tem assustado a população após a descoberta dos primeiros casos no Brasil em 2015.

O mais preocupante é a ligação do vírus com outras doenças, como a microcefalia que ainda está em investigação pelo Ministério da Saúde, pois ainda não há dados concretos sobre sua manifestação, além de uma possível relação com a síndrome de Guillain-Barré, doença que afeta o sistema nervoso, mas que também ainda não há confirmação dessa correlação.

Assim, para sanar suas dúvidas sobre esse perigo que assola a saúde humana, preparamos esse post para que você entenda de forma simples e objetiva o que é o zika vírus, doença que vem tirando o sono de muita gente, principalmente das mulheres grávidas!

O que é o Zika vírus?

O que é o zika vírus?

O zika vírus foi detectado pela primeira vez na Nigéria por volta dos anos 50 e posteriormente foi se alastrando para outros locais como Oceania e França, chegando muito provavelmente através de turistas ao Brasil.

O mosquito Aedes aegypti é o responsável pela transmissão do zika vírus, além de transmitir também outras doenças como a dengue e chikungunya.

Diferenças entre dengue, chikungunya e zika vírus

O mesmo mosquito transmite três doenças diferentes e preocupantes e por isso é importante estar atento às diferenças.

A dengue é uma doença mais conhecida e seus principais sintomas são febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, fraqueza e coceira na pele. Já os sintomas do chikungunya são dores fortes nas articulações dos pés e mãos, além da febre alta.

O zika vírus por sua vez ainda está em estudo e diferentemente da dengue e do chikungunya a febre é mais baixa e o alerta é dado pelo aparecimento de manchas no corpo, muita coceira, além de dores musculares. O quadro com esses sintomas pode durar por até 10 dias e a doença não é contagiosa.

Para saber todos os detalhes dos sintomas, veja nosso infográfico.

O diagnóstico é rápido?

Diagnóstico rápido

Segundo especialistas, no primeiro atendimento não é possível identificar com qual das três doenças (dengue, chikungunya ou zika vírus), o paciente está infectado, pelo fato dos sintomas serem bem parecidos. Somente no decorrer dos dias com a evolução do quadro e através de hemogramas será possível identificar com certeza e dar o diagnóstico preciso.

Profissionais da saúde ressaltam a importância de ter claro em mente que o vetor Aedes aegypti precisa ser combatido o quanto antes, pois já tínhamos a dengue que era um problema grave de saúde pública no Brasil, somando-se a isso chikungunya e agora zika vírus, mostrando que esse vetor está aberto para outras transmissões, o que é extremamente preocupante.

Ainda não há vacina para prevenção da doença e segundo informações do Ministério da Saúde, os casos de pacientes que tenham contraído o zika vírus devem ser tratados com uso de remédios que controlem a dor e febre, evitando apenas a ingestão de aspirinas para excluir riscos de hemorragias.

Dicas de prevenção do zika vírus

Os critérios para a prevenção seguem os mesmos cuidados tomados contra a dengue, evitando deixar objetos como pneus, vasos de flores, garrafas, entre outros, com água parada, que possam permitir a procriação do mosquito. Além disso, atente-se às seguintes situações:

Piscina com lona

  • Mantenha a limpeza das calhas do imóvel, evitando deixar água acumulada.
  • Crie o hábito de efetuar a limpeza da caixa d´água e certifique-se que esteja bem fechada, evitando a proliferação dos mosquitos.
  • Tenha cuidado com piscinas que ficam tampadas com lonas, pois é natural formar poças de água em cima da lona.

No caso de mulheres grávidas, o cuidado deve ser redobrado evitando sair em lugares que tenham muitos mosquitos. Além disso, optar por roupas que cubram a maior parte do corpo e usar constantemente repelentes.

O zika vírus pode parecer uma doença mais nociva, porém não podemos deixar brechas para que esse vírus entre em nossas casas. Para evitar problemas, entre em contato com a Desentupidora Roto-Rooter para cuidar das pragas urbanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *